A partir de 01 ano a maioria das crianças já entende que vai fazer a vacina, já está andando e já lembra de como é a vacina. Nessa fase, é importante manter a calma e o diálogo, explicar antes de levar para a clínica que chegou o dia da vacina, um momento importante para a saúde dele!

     Elaboramos algumas dicas para que ajude nesse momento tão especial de imunização.

  • Sempre explicar que será feito uma vacina, que vai ser uma picadinha rápida, vai doer um pouquinho mas vai passar e que é para o seu bem. Nesse momento não precisamos mentir para eles, a conversa franca é a melhor maneira.
  • Essa explicação não precisa ser feita com muita antecedência, no dia em que você for levá-lo converse algumas horas antes. Reforce também que você estará sempre ao seu lado, dessa forma ele vai sentir-se mais protegido. O importante é fazer essa conversa olhando sempre no olho e com uma posição firme para que ele entenda que vai precisar fazer a vacina hoje.
  • Cada mãe/pai sabe a melhor forma de acalmar o seu filho, alguns gostam de desenhos ou músicas, ou de alguma brincadeira específica. É legal trazer em mãos ou pedir para colocar no computador o que a criança mais gosta, dessa maneira ela ficará mais relaxada e distraída quando entrar na sala da vacinação.
  • Caso a criança tenha um brinquedo de seu agrado (boneca, boneco, bicho de pelúcia, etc.) pode trazer junto para a clínica, podemos tentar brincar com o seu bichinho ‘fazendo a vacina nele primeiro’, esse mundo mágico/lúdico ajuda a criança entender que é necessário fazer, mas que é rápido e lhe passa mais confiança. Também para aqueles que são mais curiosos e pedem para ver a agulha, mostramos a seringa no bichinho e isso já acalma a curiosidade deles. Chamamos essa técnica de Brinquedo terapêutico.
  • Sempre que possível manter a criança no colo, abraçando-a com carinho e contenção para que a vacina possa ser feita no contato pele a pele com os pais, dessa maneira a criança sente mais segurança
  • Caso a criança fique muito agitada nesse processo e fique muito tempo negando a vacina, o ideal é tirar ela da sala e levar para acalmar, conversar novamente explicando todo o processo e esperar ela ficar relaxada e parar de chorar, oferecer uma comida e água para que fique menos ansiosa.
  • Alguns pais costumam oferecer algum presentinho após a vacina. Isso depende muito de cada família. Mas se você prometeu algo, é importante cumprir, pois reforça a sensação de confiança em você, e de tudo o que foi dito para a criança.

     Logo após a vacina é importante encorajar o quanto ele foi valente nesse processo, elogiar e parabenizar. Ressaltar que foi para o seu bem, que foi rápido e agora podem ir passear/ ir para a casa protegidos contra aquela doença.

     Lembre-se de sempre observar o nome e validade das vacinas antes de serem preparadas, conferir o seu armazenamento (devem estar entre 2ºC e 8ºC e ter gerador de energia em caso de falta de luz para não perder a temperatura).

Todas as dúvidas e orientações serão fornecidas no momento da vacina! Sempre estaremos à disposição para ajudar!

 

* Enfermeira Mariana Sprotte Fernandes – Clínica Primme Vacinas

Leave a Comment